China já começa perder competitividade comercial para Índia e México



China já começa perder competitividade comercial para Índia e México

Osmundo Rebouças

Os chineses já sofreram déficit comercial no último mês de fevereiro (veja nossa postagem de 17/03/2012). É o que se chama "hard landing" (difícil aterrisagem da economia, após período de alto crescimento). Diversos custos de produtos chineses já começaram ficar maiores que os da concorrência (mais elevados, p.ex., que os mexicanos e indianos) - v. gráfico comparativo abaixo, onde a China vai perdendo competividade diante Índia e México. Os salários chineses estão crescendo, mas também sua produtividade: "Chinese wages may be rising fast, but so is Chinese productivity. The precise numbers are disputed, but the trend is not. Chinese workers are paid more because they are producing more". Mas essa gigantesca economia apresenta incertezas. O BRASIL DEVE AGIR COM MUITA CAUTELA NAS RELAÇÕES ECONÔMICAS COM A CHINA. (The Economist, 21/03/2012).

 



    Osmundo Rebouças


    Economista pela UFRJ; Mestre e PhD pela universidade de Harvard(EUA); foi professor da FEA-USP; Técnico do IPEA; Deputado Federal constituinte; Diretor do Banco do Nordeste; trabalhos publicados nas áreas de Macroeconomia, finanças públicas e economia regional; Presidente do Conselho deliberativo da CARE Brasil-SP(1998-2001); Expositor em conferências nacionais e internacionais; consultor de empresas.