Pedro Vianna


Sócio fundador da Econometrix e da TPJ Economistas Associados, com 40 anos de experiência na área da Ciência Econômica. Foi Diretor do Sistema BEC/BANDECE. Foi chefe do Escritório Técnico de Estudos Econômicos do Nordeste-ETENE, do BNB. Foi Vice-Presidente da Associação de Bancos de Desenvolvimento - ABDE. Foi Professor Titular em Ciência Econômica da Universidade Federal do Ceará. Foi Professor Pesquisador do Seminar Für Allgemeine Betriebswirtschaftslehre, Beschaffung und Produktpolitik, e do Institut Für Finanzwissenschaft, ambos da Universidade de Colônia (Alemanha). Especialista nas áreas de Economia Internacional e Ciência Tributária.









    O governo de Trump e a situação mundial

    Públicado: 05 de Julho de 2017


    PEDRO JORGE RAMOS VIANNA PROFESSOR TITULAR DA UFC. APOSENTADO O mundo vê e sente atualmente os arroubos de um Presidente dos Estados Unidos. Por trás dessas atitudes tresloucadas, está a convicção de todo americano que os Estados Unidos são um benefício para o mundo. Pode perguntar a qualquer americano se ele não acha que isso é a mais absoluta verdade. A resposta sempre será positiva. Durante quatro ...



    A atualidade da carta do Imperador Vespasiano a seu filho Tito

    Públicado: 29 de Junho de 2017


    PEDRO JORGE RAMOS VIANNA PROFESSOR TITULAT DA UFC. APOSENTADO Em 22 de junho do ano de 79 d.C. o Imperador Vespasiano escreveu uma carta a seu filho Tito aconselhando-o a terminar a construção do Coliseum que ele havia iniciado. É importante conhecer os argumentos do Imperador. São eles: 1. “Alguns senadores o criticam, dizendo que deveríamos investir em esgotos e escolas. Não dê ouvidos e estes poucos. Pensa: onde o pov ...



    A Nação Nordeste

    Públicado: 29 de Junho de 2017


    PEDRO JORGE RAMOS VIANNA PROFESSOR TITULAT DA UFC. APOSENTADO Em 1981 publiquei o artigo “Nordeste: 79ª Nação” (Vianna, 1981). Neste trabalho fiz uma comparação com os gastos públicos no Nordeste e os gastos públicos dos países que faziam parte do FMI. Esta é a justificativa para o ordinal 79ª. E a justificativa para “Nação”? Aqui o problema é mais sofisticado. ...



    O que nos espera em termos socioeconômicos no ano de 2015?

    Públicado: 22 de Outubro de 2014


    PEDRO JORGE RAMOS VIANNA PROFESSOR TITULAR DA UFC. APOSENTADO Vou começar a tentar responder a esta pergunta mostrando os dados do último World Economic Outlook, publicado pelo FMI em outubro de 2014 (FMI, 2014). Para tanto, construí a Tabela 1, mostrada a seguir. Como se pode ver, estão mostradas as previsões para 2014 e 2015 para as seguintes variáveis: PIB, Inflação e Balanço de Pagamentos em Conta Corrente. A ...



    O gavião e nós brasileiros

    Públicado: 29 de Setembro de 2014


    Pedro Jorge Ramos Vianna Economista. Prof. Titular da UFC Moro na Aldeota, não sei se no “coração” ou nos “intestinos”. Não dou meu endereço por questão de segurança. Meu DEUS onde estamos? Nesse endereço eu já tive experiências inéditas. Como visitas de morcegos que adentraram sem pedir licença no meu apartamento, sobrevoaram os espaços (não tiveram o despl ...



    J'ACCUSE - Governo Ladrão

    Públicado: 01 de Setembro de 2014


    Pedro Jorge Ramos Vianna Professor Titular da UFC. Aposentado Tendo como inspiração o artigo do grande escritor francês, Emile Zola, publicado em 13/01/1898, ao defender o Capitão Alfred Dreyfus de um crime que não cometera e pelo qual tinha sido condenado, escrevo este artigo para acusar o governo federal de ladrão. Aqui não vou escrever sobre as inúmeras falcatruas pelas quais muitos membros do Governo Federa ...



    Too big to fail

    Públicado: 12 de Maço de 2014


    PEDRO JORGE RAMOS VIANNA Professor Titular da UFC, Aposentado No dia 28 de fevereiro próximo passado tive a oportunidade de ler um artigo do economista Simon Johnson, ex-economista–chefe do FMI, publicado no Jornal Valor, em 28/02/2014, à pág. A15, sobre a urgente necessidade de se buscar uma saída para a “espada de Dâmocles” que é o presente estado do sistema bancário mundial onde apenas cinco mega bancos americanos (Ba ...



    Mais uma mentira do governo federal

    Públicado: 20 de Janeiro de 2014


    Pedro Jorge Ramos Vianna Professor Titular da UFC. Aposentado Em propaganda política veiculada pela televisão, é dito em alto e bom som que o Ceará recebeu, em 2013, mais de R$5,0 bilhões. Ora, o IPECE estima o PIB do Ceará para 2013 em torno de R$94,0 bilhões. Portanto esses recursos do Governo Federal representariam por volta de 5,32% do PIB estadual. Esse é um valor bastante expressivo. Dentro deste contexto, a primeir ...



    O setor empresarial cearense vis-a-vis o setor empresarial brasileiro em 2012

    Públicado: 23 de Agosto de 2013


    PEDRO JORGER RAMOS VIANNA Professor Titular da UFC. Aposentado Utilizando as estatísticas apresentadas na publicação “Valor 1000”, (Valor, 2013) apresento a seguir a relação das maiores empresas do Ceará, classificadas por “Receita Líquida”, para o ano de 2012, conforme Quadro 1, a seguir. QUADRO 1 AS EMPRESAS CEARENSES NO “RANKING” DAS 1000 MAIORES EMPRESAS NACIONAIS EMPRE ...



    Que venham os médicos, engenheiros, enfermeiros, mestres de obra, professores e até economistas de Cuba, da Espanha, do Chile, da Cochinchina.

    Públicado: 11 de Julho de 2013


    Os dias que abalaram o mundo (leia-se Brasil) trouxe à baila o problema da saúde pública no Brasil. Uma tabuleta no meio da multidão expressava uma ideia genial quanto a este assunto: Queremos Hospitais no Padrão FIFA. O caso da saúde tomou mais relevância pela ação dos arautos da xenofobia e dos defensores da pseudo federação que é o Brasil. No que diz respeito à xenofobia, esses arautos ...



    A crise monetária internacional e a reunião do G-20 em Moscou

    Públicado: 19 de Fevereiro de 2013


    PEDRO JORGE RAMOS VIANNA Professor Titular do DTE (UFC). Aposentado No artigo de ontem, intitulado “ECONOMIA MONETÁRIA INTERNACIONAL - CRISE BANCÁRIA E CRISE CAMBIAL?” terminei com duas perguntas: Não seria mais prudente recorrer ao Lord Keynes e ressuscitar o “bankor”? Ou até o uso da “Tobin Tax”? Hoje, 18 de fevereiro, o Jornal Valor Econômico traz duas matérias sobre a reunião do D-20* em Mo ...



    Economia Monetária Internacional - Crise bancária e crise cambial?

    Públicado: 18 de Fevereiro de 2013


    PEDRO JORGE RAMOS VIANNA Professor Titular do DTE (UFC). Aposentado Neste começo de ano, alguns fenômenos econômicos (monetários e cambiais) estão acontecendo no mundo que merecem ser analisados para que fatos desconfortáveis não nos peguem desprevenidos, como aconteceu com a crise de 2008. A primeira visão que devemos ter é sobre o comportamento dos principais bancos internacionais. Ao que tudo indica a gra ...



    Você sabe qual o regime atual de câmbio no Brasil?

    Públicado: 06 de Fevereiro de 2013


    VOCÊ SABE QUAL O REGIME ATUAL DE CÂMBIO NO BRASIL? PEDRO JORGE RAMOS VIANNA Professor Titular do DTE/UFC. Aposentado Se você não é economista ou estudante dessa disciplina, talvez não saiba sequer o que é “regime cambial”. Assim, vamos começar a discussão pelo conceito de regime cambial. Mas, você sabe o que é “taxa cambial”? Não? Então &eac ...



    A onzena de sábios

    Públicado: 11 de Janeiro de 2013


    A revista Veja, de 09 de janeiro de 2013, traz uma matéria sobre as soluções para os problemas brasileiros. Para tanto convocou onze “sábios”, dentro das mais diversas áreas de conhecimento. Assim, foram ouvidos, 6 economistas; 1 advogado; 1 cientista político; 1 sociólogo; 1 estatístico e 1 educador. Como se vê, o “peso” maior é dos economistas. E quais foram os problemas enfocados? & ...



    Um pouco de história: os primórdios do Banco do Nordeste do Brasil S/A

    Públicado: 29 de Outubro de 2012


    Pedro Jorge Ramos Vianna O Nordeste entrou na década dos anos cinquentas do século passado com uma população de 17.974 mi habitantes, o que representava 34,58% da população brasileira à época. Em termos econômicos o PIB gerado na Região representava 16,4% da renda gerada no Brasil e a renda per capita do nordestino alcançava apenas 48,0% do que ganhava o brasileiro. Este era o quadro socioeconômic ...



    Burocracia, energia, carga tributária, políticas públicas - óbices para o crescimento da indústria cearense

    Públicado: 26 de Outubro de 2012


    Pedro Jorge Ramos Vianna De acordo com pesquisas recentes do Instituto de Desenvolvimento Industrial do Ceará – INDI, publicadas recentemente, tanto a burocracia quanto o preço da energia são fatores limitantes (e importantes) para o crescimento do setor industrial do Estado do Ceará (ver Carta Econômica, ano 5, nº 2 ,outubro de 2012 e Carta Econômica,ano 5, nº 3, outubro de 2012). De fato, no primeiro desses estudos ...



    Os possíveis efeitos do "pacote de abril" sobre a indústria cearense

    Públicado: 11 de Abril de 2012


    OS POSSÍVEIS EFEITOS DO “PACOTE DE ABRIL” SOBRE A INDÚSTRIA CEARENSE PEDRO JORGE RAMOS VIANNA ECONOMISTA-CHEFE DO ECONOMETRIX As medidas anunciadas no dia 03 de abril do corrente ano, que aqui intitulamos “Pacote de Abril”, traz em seu bojo algumas notícias paliativas para a crise que se abateu sobre o setor industrial brasileiro, com ênfase sobre o setor industrial do Ceará. A primeira observação que se deve fazer é que a medida, direcionada para o setor industr ...



    A economia cearense e a economia brasileira no ano de 2011

    Públicado: 11 de Abril de 2012


    A ECONOMIA CEARENSE E A ECONOMIA BRASILEIRA NO ANO DE 2011* PEDRO JORGE RAMOS VIANNA ECONOMISTA-CHEFE DO ECONOMETRIX O ano de 2011 não foi um bom ano nem para a economia cearense, nem para a economia brasileira. De fato, analisando-se as estatísticas chamadas “macroeconômicas” para o Ceará, verificamos que as taxas de crescimento apresentadas para todas as variáveis listadas na Tabela 1, a seguir, apresentaram comportamento aquém daqueles apresentados em 2010. Mormente para aq ...



    A Economia Cearense em 2011e as Perspectivas em 2012

    Públicado: 07 de Fevereiro de 2012


    A ECONOMIA CEARENSE EM 2011 E AS PERSPECTIVAS EM 2012 PEDRO JORGE RAMOS VIANNA GUILHERME MUCHALE DE ARAUJO RODRIGO GOMES DE OLIVEIRA CONSIDERAÇÕES INICIAIS Para se fazer qualquer prognóstico sobre as perspectivas de qualquer sistema econômico, muitas variáveis devem ser analisadas. Algumas muito importantes, até. Listando essas variáveis, pode-se nominar: Ø O desenrolar da crise mundial; Ø As medidas de política econômica adotadas pelo ...



    O FATO RELEVANTE DA SEMANA - 23.01.12 à 27.01.12

    Públicado: 27 de Janeiro de 2012


    O FATO RELEVANTE DA SEMANA - 23.01.12 à 27.01.12Pedro Jorge Ramos Vianna A grande maioria do povo cearense sabe do sonho do Governador Virgilio Távora em ver instalada no Ceará uma usina metalúrgica. Como este sonho ocorreu por volta 1964, isto significa dizer que tal sonho já dura 48 anos. A cada novo governo a quimera se repetia. Só de lançamento de “pedra fundamental” ocorreram pelo menos três. No decorres desse tem algumas pequenas siderúrgicas que se instalaram ...



    Fato Econômico da Semana

    Públicado: 24 de Janeiro de 2012


    FATO ECONÔMICO DA SEMANA Um fato marcante pode ser escolhido para representar o comportamento do sistema econômico nacional: a Resolução do COPOM reduzindo a SELIC de 11,0% para 10,5%. Ou seja, uma queda de 0,5 pontos percentuais. Que efeitos essa medida poderá ter sobre a economia e a indústria do Ceará? Todos sabem que a taxa de juros tem uma forte influência sobre o consumo e sobre o investimento. Sobre o consumo porque facilita a venda a crédito; sobre o inv ...



    Tem o Rio de Janeiro direito inconteste sobre o pré-sal?

    Públicado: 22 de Novembro de 2011


    TEM O RIO DE JANEIRO DIREITO INCONTESTE SOBRE O PRÉ-SAL? PEDRO JORGE RAMOS VIANNA Professor Titular da UFC, aposentado ANDRÉ LUIZ LOPES VIANNA Advogado Para entendermos toda essa polêmica sobre os recursos do Pré-Sal, é preciso que entendamos as particularidades jurídicas que estão envolvidas neste problema. De princípio, vale lembrar o que estipula o Art. 20, do Capítulo II – Da União, da Constituição Federal. Este Dispositivo é o seguinte: ...



    Previsões do FMI para a Economia Brasileira

    Públicado: 26 de Setembro de 2011


    PREVISÕES DO FMI PARA A ECONOMIA BRASILEIRA PEDRO JORGE RAMOS VIANNA Professor Titular da UFC, aposentado No dia 20 último o FMI deu a lume o seu “World Economic Outlook”, no qual aquela Instituição faz várias estimativas (para os anos 2011 e 2012) sobre as economias de todos os países a ele filiados. Na Tabela 2.5 do Documento são apresentados os dados para os países das Américas. Estes dados cobrem as variações (projetadas) do PNB, do Índice de Preços ao C ...



    O Setor Industrial e a agenda para a inovação

    Públicado: 21 de Setembro de 2011


    O SETOR INDUSTRIAL E A AGENDA PARA A INOVAÇÃO Pedro Jorge Ramos Vianna Professor Titular da UFC, aposentado Nos dias 20 a 22 de junho e no dia 03 de agosto do corrente ano aconteceram dois eventos muito importantes para a indústria: primeiro, o evento conjunto INOVA 2011 e a XI CONFERÊNCIA NACIONAL ANPEI DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA; segundo, o 4º CONGRESSO BRASILEIRO DE INOVAÇÃO NA INDÚSTRIA. Estes eventos, com seus debates, conferências, amostras e a participação de alta ...



    O Plano Brasil Maior e a alegoria do "Bode no elevador"

    Públicado: 20 de Setembro de 2011


    O PLANO BRASIL MAIOR E A ALEGORIA DO BODE NO ELEVADOR Pedro Jorge Ramos Vianna Professor Titular da UFC,aposentado Para quem não conhece a alegoria do “Bode no Elevador”, vou explicar. Em um condomínio o elevador só dava problema e estava sempre lotado, porque o outro elevador estava sempre quebrado. As reclamações eram constantes. Então o síndico resolveu colocar um bode no elevador. A gritaria foi geral porque o “cheiro” do bicho era insuportável. Depois de uns dia ...



    Entenda o imbroglio do possível calote da economia americana

    Públicado: 28 de Julho de 2011


    PEDRO JORGE RAMOS VIANNA Economista senior do Econometrix Para entender o imbroglio que causaria uma moratória na dívida externa americana, devemos conhecer, primeiro, o tamanho dessa dívida, para entender porque os Estados Unidos se tornou o maior devedor externo do mundo; segundo, como o mercado financeiro internacional se comportaria face este fato. Mas antes de conhecer o tamanho da dívida externa americana, é interessante saber como aquele País se tornou o maior centro financeiro ...



    Brasil - O país da demora

    Públicado: 11 de Julho de 2011


      PEDRO JORGE RAMOS VIANNA Professor Titular da UFC, Aposentado O Ceará acaba de sediar o ALL ABOUT ENERGY 2011. Foram três dias de palestras, conferências, debates e rodadas de negócios. O Encontro ocorreu no Centro de Convenções do Ceará, durante os dias 06-08 de julho corrente. Além das informações puramente técnicas, o público assistente teve contato com inúmeras informações gerais, econômicas, de meio ambiente etc. Eu, particularmente, aprendi além de muitas outras coisas, duas coisas ...



    Ceará - O projeto de Lei das Diretrizes Orçamentárias para o período 2012 - 2014

    Públicado: 30 de Junho de 2011


      CEARÁ - O PROJETO DE LEI DAS DIRETRIZES ORÇAMENTÁRIAS PARA O PERÍODO 2012 – 2014 PEDRO JORGE RAMOS VIANNA* Os jornais publicaram hoje (29.06.2011) os dados resumidos da Proposta da Lei Orçamentária para o período 2012-2014. De acordo com os dados publicados, temos as seguintes estimativas: Embora sejam dados preliminares, o que significa que não necessariamente a proposta seja aprovada, ela vale como uma amostra do que o governo atual pretende gastar nos três últimos anos de se ...



    Quanto pagamos pela dívida pública federal?

    Públicado: 29 de Junho de 2011


      QUANTO PAGAMOS PELA DÍVIDA PÚBLICA FEDERAL? PEDRO JORGE RAMOS VIANNA* O Brasil vive uma conjuntura de expectativa sobre o comportamento da inflação. E o Governo Brasileiro tem trabalhado para evitar o seu recrudescimento com o aumento da taxa de juros. Entretanto, o movimento da taxa de juros tem dois efeitos básicos: a movimentação da entrada de divisas no País e o movimento do custo da dívida pública. Neste trabalho tratar-se-á do segundo efeito. Entretanto medir esse efeito requer ...



    Luciano Moreira. Este é o Cara.

    Públicado: 22 de Junho de 2011


    LUCIANO MOREIRA. ESTE É O CARA É o Cara na Ciência Administrativa – Afinal quem fez as reformas que ele fez como Secretário de Administração do Governo Tasso Jereissati, no Ceará; dos Governos Edson Lobão e Roseana Sarney, no Maranhão; do Governo Ottomar Pinto, em Roraima, só pode mesmo ser um predestinado. Qual homem público teve a honra de servir ao povo de três diferentes Estados neste País? Mas Luciano não foi apenas o Secretário de Administração. No Maranhão foi Secretário de Planejam ...



    Os conceitos sobre "pobreza" e as dificuldades para medí-la

    Públicado: 21 de Junho de 2011


    OS CONCEITOS SOBRE “POBREZA” E AS DIFICULDADES PARA MEDÍ-LA PEDRO JORGE RAMOS VIANNA Analisando a bibliografia mais recente sobre o problema chamado “pobreza”, verificamos que muitas são as definições deste fenômeno e diversas são as metodologias para sua medição. Faço aqui um breve resumo desses dois contextos. Será possível sabermos qual o primeiro documento oficial, trabalho acadêmico ou mesmo referência que tratou do fenômeno “pobreza”? Terá sido a Bíblia? Ou o Código de Hamurabi? Ou o ...



    SELIC – A única política para combater a inflação?

    Públicado: 10 de Junho de 2011


    SELIC – A ÚNICA POLÍTICA PARA COMBATER A INFLAÇÃO? PEDRO JORGE RAMOS VIANNA Seguindo em sua política de combate à inflação, o COPOM – Comitê de Política Monetária, elevou a TAXA SELIC – Taxa de Juros do Sistema Especial de Liquidação e de Custódia, do Banco Central do Brasil, para 12,25% a.a. Este movimento ascendente da Taxa Básica de Juros no Brasil, já atinge, somente este ano, um aumento de 1,5%. Esta política parece seguir o modelo de política econômica imaginado por Jan Tinbergen, em ...



    Os investimentos para a copa 2014 e o Ceará

    Públicado: 31 de Maio de 2011


    OS INVESTIMENTOS PARA A COPA 2014 E O CEARÁ PEDRO JORGE RAMOS VIANNA Há exatamente dois anos, a FIFA anunciou que Fortaleza seria uma das subsedes da Copa de 2014. À época os gastos anunciados e difundidos na imprensa chegavam ao montante de R$9,4 bilhões. Também à época, o PIB (a preços de mercado) cearense divulgado pelo Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará – IPECE, para 2008, estava ao derredor de R$60,1 bilhões. Passados estes dos anos, qual a situação das duas variáve ...



    O Brasil pagou sua dívida externa?

    Públicado: 24 de Maio de 2011


    O BRASIL PAGOU A SUA DÍVIDA EXTERNA? PEDRO JORGE RAMOS VIANNA[i] O Governo Brasileiro anunciou há algum tempo, com muito alarde, por sinal, que havia pago toda a sua dívida externa. O discurso é que o País havia passado de devedor para credor. Esta estória tem que ser vista com certa cautela. O primeiro grande aspecto que se deve observar é que o que houve foi uma modificação na estrutura da dívida: o Brasil substituiu os títulos emitidos em moeda internacional (normalmente o dólar) e vendid ...



    Agora o Vilão é o ETANOL!

    Públicado: 11 de Maio de 2011


    AGORA O VILÃO É O ETANOL PEDRO JORGE RAMOS VIANNA Ao lermos o noticiário econômico do Brasil, a “prima dona” da vez é o processo inflacionário recente vivenciado pelo País. De fato, mercado e autoridades monetárias ainda não se cansaram de vir a público ou explicar o nível de inflação ou fazer suas previsões. Naturalmente, as autoridades monetárias não abrem mão de garantir que a “meta inflacionária” para 2011 (4,50% , com viés de + 2 ou – 2%, podendo chegar, portanto, a 6,50%). ...



    A dívida pública brasileira

    Públicado: 02 de Maio de 2011


    A DÍVIDA PÚBLICA BRASILERA PEDRO JORGE RAMOS VIANNA Em março do corrente ano a DÍVIDA DO GOVERNO FEDERAL atingiu a cifra de R$1,507 trilhões. O aumento no mês de março foi de R$15,905 bilhões. Ou seja, somente naquele mês o Governo Federal foi ao mercado e pediu emprestado (ou vendeu títulos,o que é a mesma coisa) ao mercado, a “bagatela” de quase 16 bilhões de Reais. A pergunta que não quer calar é: quanto de juros adicionais o governo vai pagar? Se tomarmos a taxa básica de juros (agora de ...



    Indexação

    Públicado: 26 de Abril de 2011


    INDEXAÇÃO PEDRO JORGE RAMOS VIANNA Antes de falarmos em “indexação” é conveniente que se faça uma breve digressão sobre o significado dos termos “indexação” e “correção monetária”. O termo “indexação” diz respeito ao atrelamento da variação de um parâmetro ou variável às flutuações de um índice qualquer. Quanto ao termo “correção monetária”, pela sua própria etimologia, devemos entendê-lo representando uma atualização de qualquer valor monetário nominal, por qualquer metodologia que se queira ...



    Um novo aumento da taxa de juros

    Públicado: 25 de Abril de 2011


    UM NOVO AUMENTO DA TAXA DE JUROS PEDRO JORGE RAMOS VIANNA   O COPOM novamente aumentou a taxa básica de juros, desta vez para 12,0%. O “leit motiv” é combater a inflação. Mas já está mais que demonstrado que esta não é a política adequada para corrigir o rumo do processo inflacionário. Toda a classe produtora é contra esta medida e muitos economistas também o são. Mas o Governo insiste em tal caminho. Mas, a par desta política errônea, o Governo volta a uma política que foi usada so ...



    É o IOF o Instrumento Próprio para os Propósitos do Governo de Combater a Entrada de Dólares no Brasil?

    Públicado: 08 de Abril de 2011


      PEDRO JORGE RAMOS VIANNA O Ministério da Fazenda resolveu aumentar a taxa do IOF para 6.0% para as operações de captação externa com prazo inferior a 360 dias (aí se inclui as compras em cartão de crédito no exterior). Qual o objetivo de tal política? De acordo com o Ministro da Fazenda, os objetivos são vários: - Redução da posição em câmbio (em aberto) das empresas não-financeiras; - Redução das captações externas de empresas não-financeiras parafinanciamento de fornecedores e formação ...



    Como o brasileiro se comporta frente ao meio circulante

    Públicado: 30 de Maço de 2011


    Pedro Jorge Ramos Vianna Pesquisa realizada pelo Banco Central do Brasil, durante os meses de janeiro e fevereiro de 2010, nos municípios de 100.000 habitantes ou mais (inclusive as capitais estaduais e o Distrito Industrial), entrevistando o público em geral (pessoas com mais de 16 anos) e o setor de comércio, revela que os entrevistados têm o seguinte comportamento quanto ao uso de cédulas e moedas: QUADRO COMPORTAMENTO DOS BRASILEIROS NO USO DE CÉDULAS E MOEDAS 2010 ATIT ...



    O mercado financeiro trabalha com comportamento estável para a economia brasileira em 2011

    Públicado: 29 de Maço de 2011


    PEDRO JORGE RAMOS VIANNA   A tônica da publicação do Banco Central FOCUS – RELATÓRIO DE MERCADO (25 de março de 2011) é de uma tendência à estabilidade nas previsões feitas pelo MERCADO. Analisando 15 variáveis: 5 índices de preços, duas taxas de juros, duas taxas de câmbio, a dívida líquida, o PIB, produção industrial e 3 variáveis do balanço de pagamentos, os resultados previstos pelo MERCADO, não deixam dúvidas sobre “espectro” da estabilidade nas previsões feitas pelos agentes eco ...



    Incentivos fiscais federais e estaduais

    Públicado: 16 de Maço de 2011


    INCENTIVOS FISCAIS FEDERAIS E ESTADUAIS Pedro Jorge Ramos Vianna Os incentivos fiscais para a indústria concedidos pela SUDENE foram prorrogados até 2017. Este diminuto prazo não deve preocupar. Ele é fruto de lei vigente. Mas, pode ser prorrogado. O importante é que estes incentivos que foram e são de fundamental importância para o crescimento industrial (e para o crescimento econômico) do Nordeste foram preservados no atual governo. Por outro lado, chama  atenção a política de incentivos fi ...



    Os Desafios Econômicos da Presidenta Dilma

    Públicado: 03 de Fevereiro de 2011


    O Brasil começou o ano de 2011 sob a Presidência da Sra. Dilma Rousseff. É o terceiro Governo do Partido dos Trabalhadores. Se os dois últimos governos obtiveram muito sucesso no trato da política econômica, isto se deu pela ocorrência de vários fenômenos benfazejos, tanto no campo interno como no campo externo. Visualizar arquivo completo.



    A Quem A Reforma Tributária Interesa ?

    Públicado: 04 de Novembro de 2010


    A discussão de uma reforma, qualquer que seja ela, envolve, sempre, a resposta a várias perguntas. Sendo a principal: qual o porquê da reforma? No caso específico da presente proposta de reforma tributária enviada pelo Governo, infelizmente, a principal pergunta é a do título deste artigo. Por que isto ocorre? Porque a resposta àquela primeira pergunta todos já sabem. O sistema fiscal brasileiro não atende aos princípios básicos que devem nortear qualquer sistema fiscal. De fato, o sistem ...



    Valorização do Real: BOM ou RUIM?

    Públicado: 04 de Novembro de 2010


    Pedro Jorge Ramos Vianna Muito se tem discutido sobre os efeitos da valorização do Real no sistema econômico brasileiro sobre os efeitos em determinados setores etc. O primeiro problema que envolve tal discussão é saber se o Real está, realmente, sobrevalorizado ou subvalorizado. O segundo é, de quanto. O fato de o dolar estar custando, por exemplo, R$1,783 não quer dizer que ele está sobre ou subvalorizado. Veja que qualquer moeda nunca está “valorizada” em relação a outra moeda. Ela só ...



    Mudar as Regras Sobre o Rendimento da Caderneta de Poupança: Uma Boa Política?

    Públicado: 01 de Maio de 2009


    Com o objetivo de combater os efeitos da crise internacional que se espraiou sobre a economia brasileira, o Governo Federal tem adotado medidas pontuais, destinadas a favorecer determinados setores.Desta vez, dado o temor que a redução da taxa de juros tire a atratividade dos títulos privados, tipo CDB, Renda Fixa etc., o governo pretende mexer na Caderneta de Poupança.A história nos mostra que o governo tende a repetir os erros do passado. Principalmente o governo brasileiro.Todos se lembram (s ...