É o valor das importações, que supera ao valor das exportações, de um País.



É o resultado das transações comerciais do país como o mundo (incluindo as exportações e as importações), mais os serviços e as chamadas transferências unilaterais. Reflete a quantia, em dólares, que falta ao Governo para quitar seu saldo negativo na balança comercial. Inclui ainda outros custos, como o de seguros, fretes marítimos e os demais gastos do comércio externo.



Maior saída de numerário em relação a entrada, em um determinado período.



Ocorre quando os gastos do governo excedem a arrecadação com impostos. O governo é forçado a cobrir esse déficit pegando dinheiro emprestado (aumentando sua dívida) ou imprimindo dinheiro.



Valor que se gasta acima do que se arrecada, durante um certo período de tempo. Ex: quando se declara que "o déficit nominal do Governo no ano foi de R$ 50 Bilhões", significa que as despesas do Governo foram R$ 50 Bilhões acima do valor das receitas.



Necessidade de financiamento do setor público, excluindo-se os efeitos da correção monetária e cambial nas despesas e nas receitas.



Despesa executada maior que a receita arrecadada.



Diferença entre as receitas e as despesas de um orçamento público, não se considerando, nas receitas de capital, as operações de crédito a serem contratadas para o financiamento do déficit.



Ativo menor do que o Passivo.



É a diferença entre o que o Governo arrecada com a contribuição do funcionalismo público e o que paga através de benefícios aos servidores públicos ativos e inativos.



Valor gasto pelo Governo e que excede o valor de sua arrecadação, sem levar em consideração a despesa realizada com o pagamento dos juros da dívida pública.



Valor que o Governo gasta acima do que arrecada, durante um período de tempo, considerando-se os valores nominais, ou seja, somando a inflação e a correção monetária do período. Geralmente a expressão diz respeito ao Governo Federal, mas pode ser aplicada também a governos estaduais.



É a variação negativa dos preços da economia. Significa a produção e o consumo decrescentes de bens e serviços produzidos num país. Constante, conduz à diminuição e ao agravamento do padrão de vida das pessoas e à recessão.



É a queda do nível geral de preços. O oposto de inflação. É a variação negativa dos preços da economia. Significa a produção e o consumo decrescentes de bens e serviços produzidos num país. Constante, conduz à diminuição e ao agravamento do padrão de vida das pessoas e à recessão.



Variação média dos preços do período em relação à média dos preços do período anterior.



Aquele que garante pagamentos. O agente de vendas, por uma determinada porcentagem adicional à sua comissão de vendas, garantirá os pagamentos sobre os embarques feitos para seus clientes.



Nota fiscal.



Ordem dirigida a um proprietário de mercadorias, emitita por alguém que tenha autoridade para fazê-lo, isto é, alguém que tenha legítimo direito de ordenar a entrega da mercadoria.



Quantidade de um bem ou serviço que pode ser adquirida por um preço definido, em um dado mercado, durante uma unidade de tempo determinada.



Procura.