Fase do ciclo econômico, característica das economias capitalistas, marcada pela diminuição da produção, uma tendência à baixa dos preços e ao aumento do desemprego.



Depósitos Especiais Remunerados.



Nome genérico de um grupo extenso de operações financeiras, as mais variadas, excluindo as que sejam compra e venda direta de ativos financeiros ou reais, embora estas operações tenham como base de negociação o preço ou cotação de um ativo (chamado de ativo-objeto). São operações financeiras que derivam de ativos-objetos. Neste grupo estão operações do mercado futuro, do mercado de opções, dos swaps e de todas as operações mais complexas de engenharia financeira.



São os mercados futuros e de opções, que viabilizam as operações de hedge. Operam preços futuros de ações, Índice Bovespa, dólar, ouro, juros e mercadorias agrícolas. Uma empresa que tem dívidas em dólar, e teme aumentos na cotação da moeda, compra contratos no mercado futuro para se proteger da oscilação. Se no fim do prazo, o dólar subir, a empresa recebe a quantia para comprar a moeda no novo preço.



É o desconto no preço de um título. Se o papel vale R$1mil na data de resgate, o investidor compra por R$ 950 e ganha a diferença, além dos juros e correção monetária ou correção cambial. Os emprestadores de fundos fazem deságio para proteger o emprestador, caso surja a necessidade de liquidar a garantia devido a perdas originadas por quedas no valor de mercado do título.



A diferença entre o valor de mercado de um título valor e seu valor como garantia. Os emprestadores de fundos fazem deságio para proteger o emprestador, caso surja a necessidade de liquidar a garantia devido a perdas originadas por quedas no valor de mercado do título.



Segundo a Secretaria do Tesouro Nacional (STN), consiste numa transferência, de uma unidade orçamentária ou administrativa para outra, do poder de utilizar os créditos orçamentários ou adicionais que estejam sob a sua supervisão, ou lhe tenham sido dotados ou transferidos. Para o Manual de Despesa Nacional, o planejamento das despesas por meio de descentralizações de créditos orçamentários deve ocorrer quando for efetuada movimentação de parte do orçamento, mantidas as classificações institucional, funcional, programática e econômica, para que outras unidades administrativas possam executar a despesa orçamentária. O Manual ainda esclarece que as descentralizações de créditos orçamentários não se confundem com transferências e transposição, pois não: 1) Modificam o valor da programação ou de suas dotações orçamentárias (créditos adicionais); 2) Alteram a unidade orçamentária (classificação institucional) detentora do crédito orçamentário aprovado na lei orçamentária ou em créditos adicionais (transferência/transposição).



Quantia deduzida do valor nominal de notas promissórias, letras de Câmbio e duplicatas, quando são pagas antes do prazo estipulado. A mais frequente operação de desconto é a realizada pelos bancos, que recebem por um preço menor as duplicatas emitidas por uma empresa contra seus clientes.



Sistema de desdobramento de ações, efetuado pelas bolsas de valores, de modo a adequar a quantidade de ações ao lote-padrão.



Ato de inserir no Sisbacen - Sistema de Informações do Banco Central do Brasil, a liberação para a realização de eventos relacionados a operações de câmbio, para um CNPJ/CPF anteriormente impedido.



Interrupções previamente planejadas no fornecimento de energia elétrica.



A eliminação de certificados físicos ou documentos de titularidade que representam a propriedade dos valores mobiliários de modo que os mesmos existem somente como registros contábeis.



Definição, pelo ONS, da quantidade de energia que uma usina irá gerar em um determinado momento.



Ato típico da Secretaria da Receita Federal, realizado no Siscomex, indicativo da concretização de uma operação de exportação ou de importação.



Despacho.



o valor despendido na aquisição de um bem ou na prestação de um serviço; implica necessariamente um dispêndio de dinheiro.



Valor do crédito orçamentário ou adicional utilizado para fazer face a compromisso assumido.



Valor acumulado dos encargos financeiros dos empréstimos e financiamentos, tais como juros, mora, multas contratuais, etc.



1. Em sua acepção financeira, é a aplicação de recursos pecuniários em forma de gastos e em forma de mutação patrimonial, com o fim de realizar as finalidades do estado e, em sua acepção econômica, é o gasto ou não de dinheiro para efetuar serviços tendentes àquelas finalidades; 2 - Compromisso de gasto dos recursos públicos, autorizados pelo Poder competente, com o fim de atender a uma necessidade da coletividade prevista no orçamento.



1. As realizadas com a manutenção dos equipamentos e com o funcionamento dos órgãos. 2. Classificam-se nessa categoria todas as despesas que não contribuem, diretamente, para a formação ou aquisição de um bem de capital.