1. As realizadas com o propósito de formar e/ou adquirir ativos reais, abrangendo, entre outras ações, o planejamento e a execução de obras, a compra de instalações, equipamentos, material permanente, títulos representativos do capital de empresas ou entidades de qualquer natureza, bem como as amortizações de dívida e concessões de empréstimos. 2. Classificam-se nessa categoria aquelas despesas que contribuem, diretamente, para a formação ou aquisição de um bem de capital.



Serviços individuais e coletivos prestados gratuitamente, total ou parcialmente, pelas três esferas de governo (federal, estadual e municipal), deduzindo-se os pagamentos parciais (entradas de museus, matrículas etc.) efetuados pelas famílias. São valorados ao custo de sua produção.



Despesas com bens e serviços realizadas pelas famílias.



As necessárias à prestação de serviços e à manutenção da ação da administração como, por exemplo, o pagamento de pessoal, de material de consumo e a contratação de serviços de terceiros.



Despesas de exercícios encerrados, para as quais o orçamento respectivo consignava crédito próprio, com saldo suficiente para atendê-las, que não se tenham processado na época própria, bem como os Restos a Pagar com prescrição interrompida e os compromissos reconhecidos após o encerramento do exercício correspondente. Em resumo, são as despesas que oneram o exercício atual cujo fato gerador ocorreu em exercício anterior.



São despesas orçamentárias consideradas no cálculo do resultado primário como não obrigatórias. Basicamente, despesas de outros custeios e capital que não estão vinculadas a obrigações legais ou constitucionais.



Despesa corrente derivada de lei ou ato administrativo normativo que fixe para o poder público a obrigação legal de sua execução por um período superior a dois exercícios.



Fato de transformar uma poupança em consumo.



Ato de se desvincular Registro de Exportação - RE de contrato de câmbio de exportação - ver provisionamento.



É a operação descentralizadora de crédito orçamentário em que um Órgão transfere para outro Órgão o poder de utilização dos recursos que lhe foram dotados. O destaque é realizado por meio de Nota de Movimentação de Créditos (NC).



Recurso utilizado para votar separadamente parte da proposição submetida ao exame dos parlamentares, retirada especificamente para esse fim. Essa parte da proposição a ser votada só integrará o texto da matéria depois de aprovada na chamada votação em separado. Ver voto em separado.



Diferença negativa entre os valores de baixa, em moeda estrangeira e/ou nacional, dos itens investimento e reinvestimento e o valor remissível/registrável, em moeda estrangeira e/ou nacional, em nome edo investidor não-residente, oriundo de alienação da participação societária a residente, de redução de capital para restituição a sócio e/ou liquidação de receptora.



em regimes de taxas de câmbio fixas, aumento, em relação a uma cotação referenciada a um instante anterior, da quantidade de moeda nacional necessária para trocar por uma unidade de moeda estrangeira (segundo a convenção do incerto), ou redução da quantidade de moeda estrangeira necessária para trocar por uma unidade de moeda nacional (segundo a convenção do certo).



Perda de valor da taxa de câmbio. Ex: a frase "o real se desvalorizou frente ao dólar" quer dizer que agora deveremos gastar mais reais para cada dólar comprado.



Separação das atividades de geração, transmissão, distribuição e comercialização de energia elétrica dentro de uma mesma empresa. Pelo modelo proposto pelo governo para o setor elétrico, uma mesma empresa só pode exercer uma dessas atividades.



Redução oficial do valor comercial da moeda de um país em relação a outras moedas por decisão governamental direta, visando a reduzir o volume de ouro ou estabelecer nova proporção a outro padrão acordado, como o dólar dos Estados Unidos.



Redução ou diminuição do valor real de um bem.



aqueles devedores de uma empresa/instituição que têm uma probabilidade maior de não liquidar seus débitos, os “maus pagadores”. Por extensão, o valor devido por esses clientes.



The following countries are classified by FTSE as developed countries: Australia, Austria, Belgium/Luxembourg, Canada, Denmark, Finland, France, Germany, Greece, Hong Kong, Ireland, Israel, Italy, Japan, Netherlands, New Zealand, Norway, Portugal, Singapore, Spain, Sweden, Switzerland, United Kingdom and the United States.



taxa média de juros paga nas operações de over night. Depósitos interbancários.