Concessão de dinheiro feita pelo governo às empresas para lhes aumentar a renda ou abaixar os preços ou para estimular as exportações do país. Podem também ser concedidas diretamente ao consumidor. Em termos orçamentários, caracteriza uma subvenção econômica.



Distorção entre as tarifas das diferentes categorias de consumidores, por meio da qual os consumidores residenciais pagam tarifas mais elevadas para que consumidores industriais paguem tarifas menores. Esse mecanismo impede que as tarifas reflitam os custos reais de fornecimento de energia elétrica para cada categoria de consumidor. A eliminação dos subsídios cruzados está sendo estudada pelo Comitê de Revitalização do Modelo Setor Elétrico da GCSE.



Transferências correntes sem contrapartida das administrações públicas destinadas a influenciar os níveis de produção, os preços dos produtos ou a remuneração das unidades institucionais envolvidas no processo produtivo, permitindo que o consumidor dos respectivos produtos ou serviços seja beneficiado por preços inferiores aos que seriam fixados no mercado, na ausência dos subsídios.



Quando o relator de determinada proposta introduz mudanças a ponto de alterá-la integralmente, o novo texto ganha o nome de substitutivo. Ele precisa ser votado novamente em turno suplementar (ver verbete) dois dias depois de sua aprovação. É chamado também de emenda substitutiva.



Despesas expressamente incluídas no Orçamento, destinada a cobertura dos déficits de manutenção das empresas públicas de natureza autárquica ou não, assim como as dotações destinadas a cobrir a diferença entre os preços de mercado e os preços de revenda. Pelo governo de gêneros alimentícios ou outros e também as dotações destinadas ao pagamento de bonificações a produtores de determinados gêneros ou materiais.



Dotações destinadas a cobrir despesas de instituições privadas de caráter assistencial ou cultural sem finalidade lucrativa.



Cobertura de despesas de instituições privadas de caráter assistencial ou cultural, sem finalidade lucrativa, de acordo com os arts. 16, parágrafo único, e 17 da Lei no 4.320, de 1964, observado o disposto no art. 26 da Lei Complementar no 101, de 2000.



1. Diferença positiva entre o ativo financeiro e o passivo financeiro, conjugando-se, ainda, os saldos dos créditos adicionais e as operações de créditos a eles vinculados. 2. Diferença positiva entre o ativo financeiro e o passivo financeiro do Balanço Patrimonial.



Diferença positiva entre receita realizada e despesa executada do Balanço Orçamentário.



Diferença a maior entre as Variações Positivas e as Variações Negativas da Demonstração das Variações Patrimoniais



Denominação dos fatos administrativos não financeiros que provocam aumento do Ativo com reflexo no Patrimônio Líquido da entidade.



Ocorrem por fatos inesperados e inevitáveis causando aumentos do Passivo (aumento de obrigações) e diminuição do Patrimônio Líquido.



Aumento de recursos por crédito adicional, para reforçar as dotações que já constam na lei orçamentária.



Modalidade de financiamento de uma importação em que o crédito é concedido pelo próprio exportador ou pelo fabricante do bem no exterior.



Entidade formada por dois ou mais governos centrais, através de tratados internacionais. O propósito de criação de uma supranacional é a promoção do desenvolvimento econômico dos países membros. Exemplos de supranacionais são o Bird (Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento) e o BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento). Muitassupranacionais são emissoras de títulos que constituem opções de investimento, fornecendo bons índices de retorno com riscos relativamente baixos.



Instrumento de execução ao qual pode recorrer o ordenador de despesas para, através de servidor subordinado, realizar despesas que, a critério da administração e consideradas as limitações previstas em lei, não possam ou não devam ser realizadas por via bancária.



Superintendência de Seguros Privados / MF



Derivativo financeiro que tem por finalidade promover a troca (simultaneamente) de ativos financeiros entre os agentes econômicos envolvidos, por exemplo : Uma empresa possui um ativo financeiro indexado a variação do dólar comercial e deseja trocar a variação deste ativo financeiro (dólar comercial) por uma determinada taxa pré-fixada sem se desfazer do ativo financeiro, neste caso ela poderá através de um swap de taxas realizar tal operação.



Associação internacional de bancos, que possui uma rede de comunicação de dados, para a transferência eletrônica de fundos, com garantia de segurança. A sigla significa: Society for Worldwide Interbank Financial Telecommunication. Organização cooperativa criada e dirigida pelos bancos. Opera uma rede que facilita a troca de pagamentos e outras mensagens financeiras entre instituições financeiras (incluindo corretoras-mediadoras (brokers-dealers) e firmas de valores) em todo o mundo. Uma mensagem de pagamento SWIFT é uma instrução para transferir fundos; o intercâmbio de fundos (liquidação) se realiza subseqüentemente em um sistema de pagamento ou por meio das relações de bancos correspondentes.