Alimentos voltam a pressionar a inflação em São Paulo

Fonte: Agência Brasil, publicado em 19 de Setembro de 2012


Marli Moreira
Repórter da Agência Brasil


São Paulo - O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), medido pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), na cidade de São Paulo, teve alta de 0,35% na segunda prévia de setembro, o que representa um acréscimo de 0,04 ponto percentual sobre o resultado anterior (0,31%). A maior pressão inflacionária foi exercida pelo grupo alimentação (de 1,46% para 1,71%).

 

A segunda maior elevação ocorreu em saúde (de 0,51% para 0,58%). No grupo educação, o IPC apresentou a mesma taxa de aumento registrada no levantamento anterior (0,12%). Em vestuário, a variação ficou em 0,03% ante 0,06%. Nos três grupos restantes, as taxas foram negativas, embora em um deles, o de transportes, tenha indicado recuperação de preços (de -0,13% para -0,02%). Em habitação, a queda ficou em 0,22% ante -0,20% e em despesas pessoais passou de 0,16% para -0,1%.

 

Edição: Lílian Beraldo