Setor da construção civil sinaliza recuperação

Fonte: InvestNE, publicado em 03 de Outubro de 2012


Índice de Confiança da Construção (ICST) voltou a evoluir nos três meses findos em setembro

 

O Índice de Confiança da Construção (ICST) voltou a evoluir nos três meses findos em setembro, pela segunda medição seguida, após quatro meses de quedas, o que pode sinalizar o início de um movimento de aceleração do setor, diz a Fundação Getulio Vargas (FGV), responsável pela divulgação desta quarta-feira (3/10). O índice passou de uma taxa negativa de 9,8% nos três meses encerrados em agosto para uma retração de 7,8% nos três meses encerrados em setembro.

 

Entre os segmentos responsáveis pela melhora na confiança do setor de construção, o de aluguel e equipamentos foi de -11% em agosto para -7,3% em setembro, e o de construção de edifícios e obras de engenharia civil passou de -9,9% para -7,4%. Em sentido oposto, no quesito preparação de terrenos, a taxa variou de -5,8% para -6,5%, e nas obras de infraestrutura para engenharia elétrica e para telecomunicações, a queda passou de -15,8% para -16,2%.

 

O movimento de menor pessimismo das empresas observado na passagem de agosto para setembro decorreu da percepção em relação ao momento presente e também das expectativas para os próximos meses. O Índice da Situação Atual (ISA-CST) foi de -11,8% para -9,4%, enquanto o Índice de Expectativas (IE-CST) variou de -8,1% para -6,4%.

 

Das 702 empresas consultadas pela FGV, 27,2% entendem a situação atual como boa, no trimestre terminado em setembro, frente a 37,6% no mesmo período de 2011. Já as que consideram o momento ruim foi de 9% em 2011 para 10,1% neste ano. Por sua vez, as companhias que preveem um aumento da demanda passaram de 48,7% para 40,9%, enquanto as que esperam uma retração avançaram de 3,8% para 4,2%.

 

Informações do Brasil Econômico